Viking: top 5 locais para conhecer em Dublin

Se você adora a história dos Vikings e, provavelmente, acompanha de perto a Série com filmagens na Irlanda, não perde as dicas deste post. Para os leigos… segue um pouco de história!

Viking: o nome surgiu na Escandinávia e, originalmente, era usado para definir saqueadores que viajavam pelo mar, vulgo piratas. Porém, hoje representa um dos povos antigos que habitou e invadiu diferentes países dentre os anos 800 e 1100.

A Irlanda foi um deles. Claro que o povo celta já estava na Ilha há muito mais tempo, mas foram os Vikings que fundaram Dublin – nome dado por eles e que significa “lago de águas escuras”.

Você já deve ter visto o ônibus-barco Viking pelas ruas centrais da cidade, certo? Sim, aquele barco amarelo e com pessoas usando chapéu com chifres é um tour que mostra diferentes pontos históricos de Dublin. Vamos a alguns deles e os mais importantes em se tratando de cultura Viking!

 

Jardins do Dublin Castle: o local não só garante uma boa vista do torre original do castelo, como carrega consigo toda a história da origem do nome da cidade. Foi ali, ainda por volta dos anos 800, que havia um canal ou lago de águas escuras – como dito acima, chamado de Dubh Linn na linguagem Viking. Hoje o canal que passa pela área é subtarrâneo. No jardim, há um gramado no formato circular, com linhas e traços que remetem à cultura celta.

Endereço: Dame St, Dublin 2. Acesso gratuito, aberto diariamente das 9:45am – 5:45pm.

 

Dublinia: museu interativo que conta toda a história Viking na cidade, em especial as escavações feitas na área. Além de ficar na área do assentamento, o museu conta com cenários construídos e pensados à época, mostrando como os povos viviam e o que faziam para sobreviver. Fala também dos mitos e sacrifícios. Uma maquete mostra detalhes da evolução da cidade ao longo dos anos, onde é possível identificar construções mantidas até hoje como a Christchurch.

Endereço: Christchurch, St Michaels Hill, Merchants Quay, Dublin 8. Acesso: grupo com mais de dez estudantes paga 5,25 por pessoa. Funciona todos os dias, das 10am – 5:30pm.

 

Calçada da Christchurch: a quadra que abriga a Igreja, foi o local do primeiro assentamento Viking da cidade. Próxima ao Rio Liffey, a área oferecia condições necessárias para moradia e fácil deslocamento para os barcos. Na década de 70, houve muitos protestos no local. Mais de 20 mil pessoas foram para a rua para tentar impedir o governo irlandês de construir prédios públicos sobre o antigo assentamento. A iniciativa não funcionou. Para tentar amenizar, o governo mandou parte dos vestígios para museus da cidade e também colocou alguns deles nas calçadas em torno da quadra. Estes foram banhados a ouro ou cobre e podem ser vistos e tocados por quem caminha sobre eles.

Endereço: Christchurch Pl, Wood Quay, Dublin 8. Acesso gratuito a qualquer horário do dia.

 

Museu Nacional da Irlanda – Arqueologia (Nacional Museum of Ireland – Archaeology): esse museu é sensacional! Nele você encontra ossada de Vikings e também muitos dos objetos da época, como ideia de vestimentas, braceletes e cerâmica. Além de colecionar muitos objetos reais de séculos passados, é um baita museu de história. Gratuito!

Endereço: Kildare Street, Dubin 2. Acesso gratuito. Funciona de Terça a Sábado: 10am – 5pm; Domingo: 2pm – 5pm

 

Passeio de barco Viking: O ônibus-barco faz um passeio com as pessoas pelos principais pontos turísticos de Dublin, em especial, aos que remetem à cultura Viking. Os turistas têm a chance de usarem chapéu com chifres e gritarem aos que estão na rua, chamando a atenção de todos. Para finalizar o passeio, o veículo vira barco, percorrendo o canal em Dublin 2.

Endereço: St Stephens Green North, Dublin 2. Acesso: custo de 22 para estudante. Funciona diariamente das 9am – 5pm

 

Gostou? Aproveita e vai conhecer mais sobre a cultura irlandesa! Skol!!!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *