Imigração Irlandesa facilita comprovação financeira para visto de estudante

Hoje, dia 01/09/2016, a imigração irlandesa fez uma alteração em sua lei para cidadãos não-europeus que desejam se registrar no país com visto de estudante. A alteração se limita a questão da comprovação financeira para se manter no país. Veja abaixo um histórico a respeito disso neste ano:

Imigração irlandesa para visto de estudante

ATÉ 06/04/2016:
Como comprovação, a imigração aceitava apenas extrato de banco irlandês de titularidade do aplicante.

DE 07/04/2016 ATÉ 31/08/2016:
Imigração passou a aceitar também a opção de BANK DRAFT que é um espécie de documento de instituição financeira registrada com o Banco Central da Irlanda que contem o nome do cliente e a quantia que ele depositou na instituição. Ou seja, bem parecido com um cheque administrativo. Neste período, o estudante tinha as duas opções: extrato bancário irlandês ou bank draft.

A PARTIR DE 01/09/2016:
Imigração pasou a oferecer 4 opções:
1- apresentar extrato bancário irlandês.
2- documento de instituição financeira registrada com o Banco Central da Irlanda onde consta que a quantia mínima de 3 mil euros em nome do aplicante (exemplo: Bank Draft).
3- apresentar 1 extrato de conta bancária estrangeira com até 30 dias de emissão, juntamente com um extrato anterior, em nome do aplicante, acompanhado de um cartão de débito no mesmo nome e da mesma conta bancária.
4- cartão pré-pago (débito ou crédito) com a verificação do total creditado no cartão, em nome do aplicante.

Apesar da publicação ter sido feita hoje, dia 01/09/2016, algumas dúvidas ainda estão circulando na comunidade brasileira na Irlanda em relação a quanto tempo o extrato anterior deve mostrar, assim como se o cartão pré-pago pode ser internacional (exemplo: Visa Travel Money ou outros cartões pré-pagos de moeda estrangeiras) ou apenas de instituição financeiras irlandesas registradas com o Banco Central da Irlanda.

Fique por dentro do nosso blog para maiores informações a respeito das mudanças de leis de imigração irlandesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *