Enjoying Jobs: Vistos de Trabalho na Irlanda

O sonho de muitos brasileiros Indianos, Chineses, Coreanos, Mexicanos e vai longe a lista de nacionalidades… que escolhem morar na Irlanda é conseguir um emprego pra ganhar alguns euros pra se sustentar, estudar, viajar pela Europa ou até mesmo pra não voltar pro país de origem com uma mão na frente outra atrás. Inclusive tem gente que opta por um intercâmbio na Ilha Esmeralda exatamente por poder conciliar estudo e trabalho.

Mas existem algumas restrições que são definidas de acordo com o tipo de visto aplicado. Então vamos às possibilidades:

Visto de Estudante (Stamp 2) – Para ter direito a esse visto, o governo irlandês exige que o aluno esteja inscrito em um curso de inglês diurno (numa escola credenciada) por no mínimo 25 semanas. Com isso é concedido o direito de trabalhar part-time (20 horas semanais durante 6 meses, e 40 horas semanais nos 2 meses de férias). Mas o governo é bastante exigente em relação ao desempenho dos estudantes: Se o aluno não frequenta as aulas, dificilmente conseguirá renovar o visto, lembrando que são permitidas duas renovações (de 8 meses cada). E mais, os faltosos de plantão ainda correm o risco de ser deportados caso a escola notifique o governo sobre as ausências.

General Employment Permit – Para aplicar para esse visto, primeiro é necessário receber uma oferta de trabalho full-time (40 horas semanais), pra receber um salário anual de, no mínimo, € 30 mil. Depois da oferta valendo essa bolada, o candidato passa por uma entrevista e, só se a empresa o aprovar, é chegada a hora de aplicar. A taxa para firmar um contrato de 6 meses é de € 500, de 1 ano é € 1000, e de 2 anos € 1500. Na teoria, o contratante é responsável por desembolsar esse dinheiro, mas na prática acontece e muito, principalmente pra um primeiro emprego na Irlanda do próprio contratado arcar com essa taxa. Trâmite feito? O funcionário estrangeiro fica vinculado à empresa pelo tempo concedido no visto. Mudou de emprego? Começa tudo de novo! Venceu o primeiro visto? A renovação já vem com 3 anos de permissão! Completou 5 anos na Ilha? Já dá para pedir cidadania irlandesa e aplicar pra ter passaporte irlandês.

Critical Skills Permit – Esse visto é destinado a pessoas formadas em áreas cuja oferta de vagas na Irlanda é maior que o número de profissionais disponíveis. Por exemplo, tá sobrando vaga pra galera de T.I. Tecnologia da Informação, Motion Designer, e várias outras áreas que tão nesta lista aqui: Highly Skilled Eligible Occupations

Nesse caso, para aplicar também é preciso estar elegível, ter uma oferta de emprego, apresentar diploma juramentado que comprove a especialidade na área, e receber um salário anual que pode variar de € 30 mil a € 60 mil aqui a exigência do salário é nível patrão rs. E olha que coisa boa, trabalhar durante 2 anos com o visto Critical Skills Permit te permite trocadilho infâme hein? dar entrada no seu Stamp 4, que é o visto de residente independente futebol clube. Aí é só alegria. Aplicar pra vaga que quiser, sair da empresa chata quando quiser, e trabalhar full-time.

Se você tá pensando em se tornar um trabalhador brasileiro irlandês, segue o site do governo pra você já ir se familiarizando com a situação: Department Of Business, Enterprise and Innovation

Boa sorte!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *